Arquivo | Lendas RSS feed for this section

Lenda Em Quadrinhos

25 jan

O quadro sem número part1

Pokemón Versão Terror Black

22 jan

Lenda: A Menina e Seu Cachorro

23 dez

>Uma pequena garota estava sozinha em casa com seu cachorro para a proteger. Quando a noite chegou, ela trancou todas as portas e tentou trancar todas as janelas mas uma se recusava a fechar.

Ela decidiu deixar a janela destrancada e então foi para cama. Seu cachorro tomou seu lugar de costume em baixo da cama.

No meio da noite ela acorda por causa de um som de gotas vindo do banheiro. A menina está muito assustada para ir ver o que era então ela estendeu sua mão para baixo da cama. Ela sentiu a lambida de seu cachorro e então voltou a dormir. Ela acorda novamente por causa do som das gotas, estende sua mão para baixo da cama, sente a lambida de seu cachorro e volta a dormir. Mais uma vez ela acorda, estende a mão e sente a lambida.

Agora curiosa sobre o som das gotas, ela se levanta e lentamente anda até o banheiro, o som dos pingos foi ficando mais alto de acordo que ela ia se aproximando. Ela chega no banheiro e liga a luz. Ela é recebida por um horrível sinal; pendurado no chuveiro estava seu cachorro com a garganta cortada e o sangue caindo na banheira.

Alguma coisa no espelho do banheiro chamou sua atenção e ela virou. Escrito no espelho com o sangue de seu cachorro estavam as palavras “HUMANOS TAMBÉM SABEM LAMBER”.

O Mistério Croatoan

28 nov

>A lenda de Croatoan começa com as tentativas de se estabelecer uma colônia em terras americanas.

Os ingleses precisavam fundar assentamentos se quisessem manter a posse sobre essas terras. Mas pense o quanto isso era difícil, se hoje tudo em matéria de informação e viagens é uma coisa rápida, nesse séculos as viagens demoravam meses. E para voltar a um determinado local poderia se levar meses, anos, e imagine se houvesse uma guerra ou piratas atrapalhando.

Os ingleses, para demarcar território, mandaram colonos para o Novo Mundo. Esse primeiro assentamento inglês era composto apenas por homens. Nada de mulheres ou crianças. Eles ficaram lá por algum tempo, mas devido à falta de condições e depois de enfrentar vários invernos rigorosos, eles resolveram voltar para a Inglaterra, abandonando o local. O capitão Francis Drake , que estava passando pelo Novo Mundo, deu uma carona para eles em seu navio.

Mas os ingleses não desistiram. Em 26 de abril de 1587 dois barcos partiram, um com colonos e outro com suprimentos. Dessa vez, eles levaram mulheres e crianças porque eles realmente queriam estabelecer uma colônia permanente. Eles chegaram lá e reconstruíram as casas que foram deixadas pelos antigos colonos e que já estavam tomadas pelo mato.


 Nesse meio tempo, no dia 18 de agosto, nasce a neta do governador, Virginia Dare , a primeira criança a nascer em solo americano. Na verdade seria a primeira criança americana de origem inglesa, e nem poderíamos dizer que seria a primeira de descendência européia porque os vikings já haviam estado no Novo Mundo.

Após alguns dias, mais precisamente no dia 27 de agosto, o governador John White voltou à Inglaterra a pedido dos colonos, pois eles queriam que ele intercedesse pela colônia, buscando ajuda e suprimentos. Mesmo relutante, talvez em abandonar a filha e neta, ele partiu.

Mas quando chegou na Grã Bretanha eles não pode mais voltar, os ingleses tinham sido atacados pela “Armada Invencível” do rei Felipe II da Espanha e a guerra impediu qualquer tentativa de voltar ao Novo Mundo.

Muitos anos depois, ele retornou em 1.590, a única coisa que ele encontrou foi a cidade vazia, totalmente tomada pelo mato, coisas espalhadas pelo chão. Ninguém. Nem corpos, nem sangue. Nada. Somente uma palavra escrita em um tronco de árvore, “Croatoan”.

O estranho desaparecimento e a palavra Croatoan deram origem à muitas e muitas lendas. No imaginário norte-americano eles foram todos abduzidos ou levados por alguma coisa e com certeza seria uma coisa maligna.
 Quanto aos fatos históricos duas coisas foram omitidas: primeiro, que o próprio White deixou instruções para que, se eles tivessem de deixar o lugar, escrevessem em uma palavra para onde iriam. Se houvesse algum perigo deveriam escrever uma cruz junto com a palavra. Como não havia cruz com a palavra Croatoan, então partiram sem perigo nenhum. Segundo: eles já tinham decidido que o lugar mais seguro seriam com a ilha Croatoan, onde vivia tribo de Manteo, índio que se tornou amigos deles e que talvez estivesse diposto a ajudá-los.

Atualmente, há um projeto chamado de “Projeto DNA da Colônia Perdida” que vai tentar encontrar traços europeus nos índios de Roanoke.

NOTAS

– Croatoan pode estar ligado ao nome de um demônio Indiginena “Croaton”
– A palavra tambem pode ser vista no Episódio ” Croatoan” o nono da segunda temporada de Supernatural.

Squidwards suicide – O Suicidio do Lula Molusco

20 nov

>”Quero começar por dizer, se você quer uma resposta no final, se prepare para se decepcionar. Não há apenas uma. Eu era estagiário na Nickelodeon Studios há um ano em 2005 para a minha licenciatura em animação. Não era o pagamento do curso, a maioria dos estágios não são, mas tinha algumas vantagens para além da educação. Para adultos, pode não parecer grande, mas a maioria das crianças no momento em que bate sobre ele. Desde que eu trabalhava diretamente com os editores e animadores, eu comecei a ver os novos episódios antes de ir ao ar. Eu vou ter direito a ela, sem dar muitos detalhes desnecessários. Eles tinham muito recentemente fez o filme Bob Esponja e toda a equipe foi um pouco de criatividade minou por isso levou mais tempo para iniciar a temporada. Mas o atraso durou mais tempo por razões mais perturbadoras. Houve um problema com o premier da série 4, que definir tudo e todos para trás por vários meses. Eu e dois outros internos estavam na sala de edição, juntamente com os animadores de chumbo e editores de som para o corte final. Recebemos a cópia que era para ser “O
medo de um hambúrguer de siri” e se reuniram ao redor da tela para assistir.

Continue lendo

A música que faz as pessoas se suicidarem

10 nov

>A música Gloomy Sunday, que se traduzir siginfica “Domingo Sombrio”, foi escrito em 1933 pelo pianista e compositor húngaro Rezsõ Seress.

Dizem que nessa cançã, quem ouvi-lá, no final que leva as pessoas a cometerem suicídio

A História teve ínicio com o suicídio de Seress, ao que parece devido a um desgosto amoroso e depois sustentado por uma onda de suicídios por onde quer que esta música passasse até os dias de hoje.

Esta “Hungarian suicide song” como era chamada quando chegou aos EUA em 1936 (em plena ressaca da grande depressão de 1929) foi um dos primeiros casos de exploração publicitaria de um mito urbano tornando-se num enorme sucesso.

Ao ouvir o original de Seress nota-se, desde logo um ambiente de tristeza que atravessa toda a música mas é a letra que lhe confere o espírito de desespero e ausência de esperança:

Lembrando que não me responsabelizo se quiser se matar, pois você irá ouvir pois quis e não porque obriguei. Se morrer, não venha depois reclamar comigo! U.U
Tradução da música:

É Outono e as folhas estão a cair
Na Terra todo o amor morreu
O vento está a carpir com lágrimas tristes
O meu coração não mais esperará por uma nova primavera
As minhas lágrimas e as minhas mágoas são todas em vão
As pessoas são impiedosas, gananciosas e perversas…

O Amor morreu!

O mundo chegou ao seu termo, a esperança deixou de ter significado
Cidades estão a ser devastadas, o estilhaçar está a fazer música
Prados tingem-se de vermelho com sangue humano
Abundam mortos nas ruas
Direi outra prece silenciosa:
As pessoas são pecadoras, Senhor, elas cometem erros…

O mundo acabou!

Polybius – O Jogo Maldito

7 nov

>Para quem não conhece o Polybius, é um jogo de arcade lançado em 1981, ano em que vários jogam dominavam a época.
Até que foi lançado o jogo, onde as pessoas que eram viciadas em jogos decidiram joga-lo.
O jogo lembra um outro jogo chamado Tempest, só que de uma outra perspectiva. Onde um turbilhão hexagonal que giraravam  no meio da tela formando imagens vetoriais.
Havia uma pequena nave triangular que atirava contra o núcleo desse turbilhão. Até ai tudo normal, mas…
Eram lançadas em direção ao jogador ondas girando com luzes que piscavam repetidamente e que se tornavam extremamente coloridas assemelhando-se a descrições de efeitos psicodélicos causados por drogas como o LSD.
Os controles do jogo era apenas uma simples alavanca e um botão só.
Polybius acabou se tornando muito popular na cidade onde foi lançado para teste,  pois o jogo era totalmente viciante, foi quando começaram a ocorrer as coisas estranhas:

Continue lendo